Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Home Sweet Home

Este blog é o nosso reflexo. Conheçam as nossas aventuras, os nossos projectos, conheçam-nos a nós.

Its a Cheety Mood

 

Hoje não tenho um post pensado...

Hoje sei que não deveria escrever, vão sair demasiadas coisas. Tenho esta péssima mania, se tenho um problema sinto que o tenho que resolver ou ter um plano de ação para estar bem, e quando digo bem é com sanidade mental. E por isso tenho que falar sobre ele, exaustivamente...

Deve ser algum pirolito que numa das inumeras quedas que dei na vida avariou. 

Chateeia-me quando pessoas que gosto muito me desiludem, que me magoem a mim ou a quem amo, que me façam querer abaná-los e perguntar "Porra mas que m**** é esta? Passaste-te? O tico e teco desertaram??" 

Odeio sentir isto, sou péssima no perdoar, eu admito... O Carl é muito melhor nisso do que eu... Estou a tentar aprender, como pode ver está dificil. 

Todas as famílias têm problemas, mas quando eles vêm de onde menos se espera é que me dou conta que ninguém é perfeito e que um dia estás bem mas no outro dia tens os teus alicerces mais importantes abalados...

Detesto sentir-me assim... Vou lutar para esquecer, penso primeiro. Mas depois vem a revolta e pergunto "Mas será que deve ser assim? Não deveriamos nós enfrentar o boi pelos cornos e expressar o que sentimos? Sem filtros?" e depois penso... ah mas isso és tu que és "Honesta de mais"... tenho o coração na boca e isso não me ajuda neste tipo de situações, principalmente quando acho que alguém errou de forma tão grave que todas as células do meu ser se revoltam e se abanam! 

E como lidar com isto? Não sei... esquecer não faz parte de mim, deixar passar também não...

Deveria fazer?

Deveria ser diferente? 

Hoje louvo a ideia de ter este blog, escrever aqui talvez faça o efeito do falar exaustivamente sobre o tema e consiga ajudar-me a manter a sanidade mental...

Acho que hoje me vou refugiar em brincadeiras de criança com a minha ervilhinha (sobrinha mais velha) e tentar preservar ao máximo o sentimento de magia no mundo dela...

Quem me dera que no meu não tivesse de lutar tanto para me lembrar dela... 

 

Galerias Romanas Lisboa

20150926_113743 (1).jpg

 

 

Foi este fim-de-semana! Sábado de manhã lá fomos, ainda esperei encontrar um pequenino caos mas surpreendentemente as coisas estavam muito bem organizadas e correu tudo suavemente.

Chegámos, o código que nos foi dado na altura da marcação identificava para os funcionários o horário da sessão em que iriamos participar, pediram-nos para aguardar e que já chamariam o nosso código... esperamos um bocadinho porque também chegámos mais cedo, mas nada de problemático. 

 

Na altura em que estava a aguardar a entrada descobri o Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros (NARC), da fundação Millennium, em que se visita três níveis de subterrâneos, as ruinas romanas mas também a estrutura de pinho verde que sustenta a vidade. Este será sem dúvida o proximo sitio a visitar. 

 

Mais ou menos à hora agendada lá estavamos a entrar... todos os funcionários foram extremamente agradáveis. O nosso guia foi simpático e explicou-nos muito bem do que se tratavam as galerias, aliás do que até agora se tem uma ideia do que sejam, não quer dizer que daqui a um ano já não sejam algo diferente. 

Ainda vimos alguns turistas a tentar visitar, não sabiam obviamente que era algo com pré-marcação e esgotadissimo. 

Gostei? Fiquei desiludida? 

Bem... vamos por parte, é preciso entender que este é o unico monumento romano completo na zona, que não são ruinas, que é mesmo algo completo. 

Se tivesse de ter esperado 8horas na fila para visitar as galerias poderia achar que a visita era demasiado curta para a espera. 

Se era o que eu estava a espera? Eu não sei o que as pessoas que se dizem desiludidas esperam, mas as galerias romanas para mim correspondem bem ao nome, são galerias em pedra. 

Por isso acho que cada um deve ter a sua opinião, eu gostei e, gostei especialmente do guia e da forma como explicou todo o percurso histórico deste monumento.

 

Sugestão: galochas de cano alto!!! Eu levei umas pequeninas e fui gozada! mas felizmente levei, mas para quem leva as grandes acredito que a visita se torne ainda mais divertida, isto porque existe uma parte que fica com agua mais ou menos pela altura do meio da canela, que os guias convidam quem tem galochas a percorrer, enquanto os outros dão a volta pela parte seca... é só um corredor mas acho que é divertido andar a chapinhar! 

Esta zona alagada é a área das nascentes de onde vem a agua que inunda as galerias. Até agora só se tirava esta água uma vez por ano para visitas, a boa noticia é que agora em Abril vão fazê-lo também! Por isso a maltinha que não visitou agora daqui a uns meses tem a oportunidade de o fazer. 

 

A história: 

Esta estrutura é considerada um criptopórtico, uma grande plataforma artificial nivelada, sobre a qual terão sido construídos diversos edifícios, como suporte para fazer face à pouca consistência dos solos nesta zona. Actualmente a estrutura que hoje resta teria sido primitivamente um vasto complexo de galerias do qual não se conhece a dimensão total. A construção é datada da época da ocupação romana, durante o governo do imperador Augusto, entre os séculos I a.C. e I d.C.

As galerias compõem-se de corredores abobadados, paralelos uns aos outros, com cerca de 3 metros de altura e por 2 a 3 metros de largura, as paredes são planas e verticais, com abóbadas em arcos de volta circular.

Esta estrutura romana, descoberta no subsolo da Baixa de Lisboa, em 1771, na sequência do Terramoto de 1755 e posterior reconstrução da cidade, tem sido objecto, ao longo do tempo, de múltiplas interpretações quanto à sua função original. Actualmente, teses quase unânimes avançam a possibilidade destas galerias romanas terem sido um criptopórtico, solução arquitectónica que criava, em zona de declive e pouca estabilidade geológica, uma plataforma horizontal de suporte à construção de edifícios de grande dimensão, normalmente públicos, como é o caso do Forum da cidade, que teria sido suportado por este criptopórtico. A descoberta de uma inscrição consacratória a Esculápio, Deus da Medicina, em nome de dois sacerdotes do culto imperial e no do Município de Olisipo, gravada numa das faces de um bloco paralelepipédico de calcário e datada do séc. I a.C., actualmente no Museu Nacional de Arqueologia, poderá ser uma confirmação do carácter público deste edifício. No início do séc. XX, estas galerias ficaram conhecidas como as ¿Conservas de Água da Rua da Prata¿ por serem utilizadas pela população como cisterna. As suas características construtivas, tipologia e materiais associados remetem-nos para uma construção datada entre o séc. I a.C. e o séc. I d.C., contemporânea de outros edifícios públicos da cidade romana de Olisipo. Abertas ao público com regularidade a partir da década de 80 do séc. XX, são visitáveis, hoje em dia, apenas uma vez por ano, devido à acumulação de água no interior das galerias. A bombagem dessa água com maior frequência, para além de constituir um processo moroso, poderia colocar em risco a conservação do edifício assente sobre esta estrutura romana, assim como a daqueles que lhes estão anexos. O acesso ao interior é feito através de um alçapão localizado na Rua da Conceição. Este monumento integra a classificação do Conjunto Baixa Pombalina (Imóvel de Interesse Público) e, mais recentemente, do Conjunto Lisboa Pombalina (Em Vias de Classificação para Monumento Nacional). 

Weekend Is Loading! #4

49e397449f0a79cb1e2e6fa14263815e.jpg

 Esta não foi uma semana fácil, foi demasiado emotiva, atribulada e desgastante para o meu gosto...

Problemas no paraíso todos temos, aquelas chatices do trabalho, aquela reacção que alguém de quem gostamos teve... enfim. Melhores dias virão.

 

Estou sim a focar-me agora em fazer com que este fim de semana sejam 2 dias agradáveis e de recarregar energias. 

Para começar, amanhã logo de manhã vamos visitar as catacumbas de lisboa!! :) Estou ansiosa eespero mesmo que não me desiluda... 

Depois disso o tempo dirá... Passeio na baixa? Almocinho num sitio agradável ao palato e à vista? Vamos ver como amanha o dia de amanhã.

Tenho saudades de ir ao cinema, talvez seja uma boa ideia para um domingo mais calmo. Veremos. 

 

Já têm planos? Alguém quer partilhar uma sugestão incrivel?

 

Beijinhos

Ellie

 

 

2 Meses e 17 Dias

E porque não marcar esta data? Não o primeiro mês ou as marcas certinhas... Gosto de ser diferente. 

São dois meses e 17 dias de blog. Mas parece uma eternidade.

 

Os compromissos comigo própria mantém-se, agora mais virada para a saúde. Os sonhos continuam, esses nunca me abandonam. Acho que o blog está a funcionar como uma ferramenta para organizar a minha cabeça, desabafar...

Ainda não defini um conceito... Mas sei o que não quero e não quero que este seja um blog só sobre decoração, só sobre mim, só sobre coisas bonitas, isso sei. O que quero é que ainda não está bem definido.

 

Acho que o próximo passo será por o Carl aqui a escrever também... Ver se o convenço. 

E deixar seguir... ver o que sairá daqui. 

 

 

 

Beijinhos

Ellie

 

Karma...

transferir.jpg

 

Politiquices à parte e extremismos também... Sou capaz de arranjar aqui lenha com que me queimar... 

Mas... Vi o post da Maça de Eva e pensei como é verdade... olhamos para o armário e pensamos "Ah não tenho nada para dar..." mas começamos a analisar realmente o que lá temos e lá se vai porta fora essa ideia! Aquelas calças que nunca mais vamos vestir, aqueles sapatos que nos pareceram tãoooo giros mas que nunca os vamos calçar... aquela blusa para a qual nunca arranjamos ocasião..." Tanta coisa a ocupar o nosso espaço a nossa mente!

 

Quanto a esta crise de refugiados... Não sou extremista, não concordo com dar casas que foram de familias portuguesas a refugiados, quando tantas dessas familias também se tiveram que refugiar em casas de familiares sem outro recurso (matem-me vá!) mas... daí a não estar solidária com estas famílias que abandonam tudo o que sempre conheceram e se aventuram por perigos na estrada/mar em busca de um futuro melhor, vai outro tanto.

 

Fiquei inspirada, acho que também se deve ao programa do HeadSpace, às vezes procuramos uma calma que não virá só do esvaziar a mente mas também o espaço que nos rodeia. E se essas coisas que nos ocupam espaço na alma e em casa puderem servir para ajudar alguém, junta-se o útil ao agradável. 

 

Hoje era para chegar a casa e literalmente enfiar-me na cama e dormir, recuperar algum do sono que tenho em atraso, parece-me que isso ficará para depois... Hoje vou dar uma volta e seleccionar coisas para dar... na esperança que o futuro e que o Karma se encarreguem de um dia mais tarde se eu precisar, alguma alma solidária também me ajudar a mim, porque não sabemos mesmo o que o futuro nos reserva!

Collect Moments Not Things

Cada vez mais tenho a certeza que me faz tão melhor viver coisas, experienciar, do que o simplesmesnte comprar "coisas". 

Prefiro mil vezes comprar uma experiência, um passeio, uma visita, do que uma "coisa" um item.
Claro que preciso de comprar coisas... Mas tenho tentado reprogramar-me para que nesse caso me desfaça primeiro de outras evitando assim o acumular de coisas desnecessárias.


Tinha um tablet desde 2012, mas que estava a ficar demasiado lento e era demasiado grande para o que realmente o usava... Descobri um novo, mais potente, barato... Ponderei e decidi que o queria, mas impus a mim própria comprá-lo apenas quando vendesse o outro. Tenho a certeza que se o tivesse comprado logo, a venda do outro não seria prioritária e passaria para aquela lista de coisas que tinha para fazer... E que nunca chego lá... Assim durante as férias pus o tablet à venda no olx, esperei duas semanas e voilá, na semana passado consegui vendê-lo.

O melhor é que o valor que recebi por ele, face ao valor do novo ainda fiquei com saldopositivo de 0.70€, nada de especial, mas pelo menos não alimentei o acumular de mais uma coisa lá para casa e não gastei dinheiro. 
Soube-me também muito bem quando soube que o tablet era para uma menina que há muito pedia um ao pai, gostei de saber que aquele item sem uso vai ganhar uma nova vida nas mãos de uma criança (dramas à parte sobre utilziação de tablets por crianças).

Queria muito conseguir fazer isto com livros... mas livros é daquelas coisas das quais ainda não me consigo separar, tenho muitas primeiras edições...prendo-me aquelas histórias... não consigo pronto.

Entretanto como aqui vos dizia, acabei por subscrever o HeadSpace... vamos lá ver se no que toca a meditação o gastar este valor se mostra compensatório. 

Mas gosto desta nova filosofia... Dar e trocar em vês do puro comprar... acumular! Investir em momentos e experiências não em coisas.

 

63abfd5df18e2ed59f3c8128a097cd28.jpg

 

Its a Dreamy Mood

Tenho por hábito quando me enervam no trabalho refugiar-me no pinterest. 

Ver coisas bonitas acalma-me, faz me sonhar... estas transportam-me para o mundo da magia.... coleção cinderella da Melissa. 
E acho que falta bem pouco para lhes conseguir por as mãos diretamente do brasil, ou seja, por menos de um terço do preço...

Good Dreams...

 

0b65fdb825475fd7787f7e5896f4d4c0.jpg

26bc7a2d35de3eba2df2bcbf682f9a93.jpg

 

 

 

 

52f4b849fb78c22e8f9a62736562d1e6.jpg

 

Mãos à Obra! #7

38376568dfaef4728ffa01967270bfb5.jpg

 

Este mãos à obra já muito atrasado, vem na linha deste mas adoro o efeito das luzes.

Não me parece muito difícil, gosto de que a "arvore genealógica" seja feita com recurso a um elemento natural como um ramo, traz sempre um elemento mais tridimensional à decoração. 

Um projecto para celebrar a família e recordar sempre que isso sim é o mais importante... os que amamos, quer sejam família de sangue ou de coração. 

Hoje estou num registo mais sentimental, menos eléctrica... gostava de fazer isto... de vez em quando fico assim... só me apetece fugir do mundo e perder-me em coisas bonitas e interessantes sem falar com ninguém.

 

P.s. sou a única com problemas a fazer o upload de imagens para aqui? burrice ? Ou mesmo problema do sapo?

 

It's a Rainy Mood

E com esta chuva estou a perder-me em pintarest e wish a planear o meu guardaroupa para esta próxima estação... bem sei que uma trueee fashionista já o teria preparado desde há semanas... bem eu não. E só agora me dá gosto olhar para isto de roupas e combinar e planear... então quando encontro pexinxas!! Já vos disse que adoroooo pexinxas?

 

6421742129_b1f9ba3e40.jpg

 

72932116c3edf0ad303e01f8b31bceb4.jpg

 

0e856c1208f5f64f4d2635b93b264799.jpg

8b59598a232c11a0966ff135e1ec0835.jpg

55c61eca426db074cc511a12830722b4.jpg

 Este é a minha inspiração para amanhã! Ouvi dizer que vai estar muita chuva meninas preparem-se!

 

Beijinhos

 

Galerias Romanas Subterrâneas de Lisboa

11949352_10153694727320992_7762163129379695655_n.j

 

E quem é que conseguiu marcar visita para as Galerias Romanas substerrâneas em Lisboa quem foi???

Moi, a je! Euzinha! 

Eu e o Carl namoramos há 10 anos, posso dizer que quase todos os anos lá tentamos visitar as míticas catacumbas... já duvidava que seria alguma vez possível.

Este ano lá indicaram que seriam feitas pré marcações e que só entraria quem a tivesse... Em vão tentei ligar durante 2 horas nada, e heis-que a Santa Mãe do Carl coinsegue na terceira tentativa... Enfim, não me interessa só sei que consegui marcação e que este casalinho se vai aventurar nas catacumbas no sabado! 

Meu S. Pedro por favorrrrrrrrrrrr ajuda-me nesta tarefa, já ouvi dizer que chove imenso 4ª/5ª por favorrrrrrrrrrrrr não deixes que por isso aquilo feche e a minha visita se esvaneça! Simmmm??? Simmmmmm!!!!

Prometidas muitas fotinhas! Já agora... alguém daqui já foi? já conhece? Conselhos? Já pensei que galochas são um must... mas além disso.... 

 

Beijinhos

Ellie

 

  • Pág. 1/2